O anel solitário é um dos mais famosos tipos de anel do mundo e, por isso, carrega uma história e cultura clássicas por trás da elegância da joia ou semijoia.

Por tradição, esse anel é geralmente mais simples, sendo liso e composto por ouro ou ouro branco, com uma gema única de diamante para finalizar. Por essa razão, denomina – se solitário, uma vez que há somente uma pedra isolada.

Desse modo, é fato que esse tipo de anel consegue ser muito útil e versátil para a sociedade atual, podendo ser adaptado de várias maneiras diferentes para ocasiões também diversas, como será observado ao longo do texto.

Venha conosco da Hésttia para entender tudo sobre o anel solitário.

Como surgiu o anel solitário

O surgimento do anel solitário é um tanto quanto curioso e antigo. No ano de 1477, o arquiduque da Áustria resolveu presentear sua amada, Maria de Borgonha, com um anel que simboliza o tamanho do amor que sentiam um pelo outro.

Assim, ordenou que todos os servos da corte procurassem por uma pedra de diamante, independente do tamanho, da mais pura e rara composição.

Quando encontrada, o arquiduque mandou fazer um anel que fosse simples, liso e que contivesse essa pedra de diamante em seu meio, posicionando – o na mão de sua amada, simbolizando o amor dos dois.

Desde então, o anel solitário foi atribuído ao símbolo do amor, sendo usado com bastante frequência em eventos como pedidos de noivado, por exemplo.

Em vista disso, é inegável que a história de como o anel solitário surgiu contribuiu para a cultura que presenciamos até os dias atuais, se encaixando em ocasiões especiais e amorosas, mas, também, em outros momentos.

Anel solitário
Anel solitário

Quando usar o anel solitário?

Devido a toda a história de amor que deu origem ao anel solitário, ficou inserido na cultura da sociedade que esse acessório seria utilizado apenas quando houvesse um pedido de casamento propriamente dito.

Porém, com o passar dos anos, essa ideia foi caindo em desuso, uma vez que a peça pode ser usada de outras formas para atingir diversos objetivos, a exemplo da complementação do look ou simplesmente o fato de enfeitar a mão.

Assim, é fato que a ascensão de movimentos sociais em escala global como foi (e continua sendo) o feminismo contribuiu de maneira exponencial para o decaimento de ideias arcaicas a exemplo da forma de uso de um determinado acessório.

Em vista disso, é possível afirmar que o anel solitário pode ser usado tanto para eventos especiais relacionados a demonstração de amor, como em pedidos de noivado, aliança conjunta de casamento etc., quanto em outras ocasiões que fazem parte da rotina de quem utiliza essa peça.

Nesse contexto, será listada abaixo algumas ocasiões de quando usar o anel solitário em questão, com a finalidade de aumentar o conhecimento geral sobre o assunto por parte da sociedade:

anel solitário
anel solitário

Qual o dedo que se usa o anel solitário?

O anel solitário é, de forma majoritária, utilizado no dedo anelar das nossas mãos. Porém, a pessoa pode decidir em qual mão deseja fazer o uso desse acessório, seja a esquerda ou direita.

Além da decisão da pessoa em si, é possível observar alguns pontos relevantes que podem ser levados em consideração para ajudar na hora dessa escolha.

Caso você seja uma pessoa casada e deseje fazer o uso do anel solitário como uma peça decorativa que complemente a aliança que compõe seu dedo, seja no sentido emocional ou decorativo, pode usar o mesmo dedo da aliança.

Ou seja, nesse caso especificado acima, o dedo a ser escolhido deve ser o anelar da mão esquerda, complementando o sentido da aliança e dividindo o espaço com a mesma.

Por outro lado, caso você tenha sido pedido em casamento e está utilizando o anel solitário como um anel de noivado, o dedo mais comum para fazer o uso do acessório em questão é o anelar direito, indicando um compromisso de noivado, mas sem indicar que a pessoa é casada.

Há ainda a possibilidade de manter o anel solitário que foi proposto como anel de noivado para após o casamento.

Dessa forma, durante a cerimônia, o casal geralmente tira o anel de noivado e insere as alianças nos dedos anelares esquerdos um do outro.

Porém, se a noiva desejar, pode manter o anel de noivado solitário e colocar a aliança no mesmo dedo, indicando, ao mesmo tempo, um compromisso assumido com o seu companheiro por meio da aliança e mantendo a beleza decorativa e simbólica do anel de noivado que foi oferecido a ela no pedido.

Essa é uma ótima opção para as pessoas amantes de anéis e acessórios em geral, dando um toque especial e delicado para quem os usa.

A utilização do anel solitário em conjunto com a aliança de casamento é uma tendência de moda muito comum entre as celebridades e pessoas famosas ou com uma certa influência.

Alguns exemplos que podem ser citados é a utilização dessa combinação por pessoas da realeza como as duquesas Kate Middleton e Meghan Markle, Zara Phillips (neta da rainha Elizabeth II) entre tantas outras, o que configura essa combinação, ao mesmo tempo, como uma tradição real de longa data e uma tendência atual.

anel solitário
anel solitário

Qual é o seu significado?

O anel solitário, por sua história e cultura já citadas neste artigo, é muito considerado como símbolo de amor e compromisso com seu parceiro.

Uma das razões por ser considerado esse simbolismo é a cultura egípcia da antiguidade que acreditava que no dedo anelar estaria localizada a chamada “vena amoris”, que significa veia do amor.

Sendo assim, ao posicionar o anel solitário de compromisso no dedo anelar da pessoa amada, a veia presente nesse dedo estaria ligada de forma direta com o coração.

Um fato curioso que foi posteriormente descoberto é que todos os dedos da nossa mão apresentam veias que se ligam diretamente com o coração, porém a preferência ainda é utilizar a aliança, anel de noivado ou outros tipos de anéis solitários no dedo anelar.

Isso é devido a cultura associada a esse uso que, devido seu longo relacionamento histórico com as civilizações que passaram pela terra ao decorrer dos anos, ficaram na memória cultural e afetiva da sociedade até os dias atuais.

Por isso, é fato que o anel solitário tem um significado muito ligado ao símbolo do amor e da tradição entre os casais presentes no cotidiano.

Mas nem somente por isso pode ser considerada uma peça que deve ser utilizada apenas para pessoas comprometidas, podendo assumir perfeitamente a função de acessório decorativo em tantas outras ocasiões.

Assim, destaca – se que o anel solitário consegue fazer parte da vida de uma variedade enorme de indivíduos, seja para simbolizar e fazer relação com o amor e compromisso ou para assumir funções meramente de decoração e moda.

Casal
Casal

Homens podem usar?

O anel solitário masculino pode variar bastante de acordo com a utilização e com a imagem que o indivíduo deseja passar para as pessoas do mundo externo.

Esse acessório está muito em alta no universo da moda masculina, sendo capaz de se adaptar a diversos estilos diferentes e transmitir um comunicado específico para cada estilo adotado.

Assim, antes de escolher o anel solitário que deseja utilizar, é preciso fazer uma análise do estilo da pessoa e compreender o que ela deseja passar para o restante do mundo.

Por isso, seja uma imagem mais séria, mais despojada, mais moderna, mais dinâmica, mais comprometida, entre tantos outros estilos, existe um anel para cada objetivo que deseja ser alcançado.

Os anéis masculinos podem variar de acordo com o padrão apresentado, a cor, o tamanho, o formato, a largura, o peso e diversas outras especificações.

Desse modo, passa um sentimento de liberdade de expressão ao máximo, uma vez que os aspectos escolhidos por cada tipo de estilo diferente são selecionados para atingir objetivos específicos.

Esses anéis utilizados pelas pessoas de gênero masculino podem ser posicionados em praticamente todos os dedos das mãos, dependendo da escolha do autor.

Além disso, há também a possibilidade de passar imagens e mensagens específicas a partir da escolha do dedo em que se vai fazer a utilização desse anel.

Exemplo disso é o anel solitário masculino utilizado no dedo anelar, seja ele esquerdo ou direito.

Ao colocar o anel no dedo anelar, geralmente quer indicar que a pessoa fazendo uso desse acessório tem um compromisso com outro alguém.

Por isso, para simbolizar e conseguir transmitir a mensagem para o mundo externo que ela se encontra em um relacionamento, é feita a escolha do dedo anelar para posicionar o anel.

Além da escolha do dedo, a decisão de qual mão será posicionada também diz respeito a certa mensagem.

Da mesma forma que o anel solitário feminino, ao colocar no dedo anelar da mão direita, indica compromisso ou noivado, sem necessariamente ser uma união por meio do matrimônio.

Por outro lado, ao fazer o uso do anel solitário no dedo anelar da mão esquerda, assume – se que a pessoa utilizando esse acessório tem um compromisso de casamento com seu ou sua parceira, enviando essa mensagem para o mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.