Piercing ear hook: Atualmente a sociedade vem evoluindo cada vez mais em vários âmbitos, tanto quanto economicamente, ambientalmente, na área da educação e também na cultura.

Com isso o padrão de pensamento se modifica também culturalmente e as pessoas buscam se expressar da maneira que se sentem bem, vemos isso mais claramente quando as pessoas registram em seus corpos tais pensamentos e para isso temos como exemplos tatuagens e piercings.

Neste artigo nós da Hésttia falaremos um pouco mais sobre essa novidade que são os acessórios ear hook’s, acompanhem conosco esta leitura.

A sua Origem

 Foi criado na índia com o propósito de agradar os deuses e milhares de ídolos daquele país milenar.

Cada marca em um piercing usado pelos indianos se refere a essas divindades homenageando ou se submetendo a elas, por isso existe uma relação direta no corpo onde o piercing é colocado, o tamanho e formato.

Segundo o pensamento religioso indiano, a marca do piercing impressa no seu corpo, denota o desejo dele de receber o benefício do uso dos mesmos, do homem ou da mulher.

Essa cultura de expressar seus pensamentos se torna cada vez mais forte, tendo início há mais de 5000 anos simbolizando algo de determinado povo, sendo presente até nos dias de hoje, se faz presente também em várias comunidades do planeta, como, por exemplo, em comunidades indígenas e povos romanos também.

Se sabe que a cultivação de piercing como acessório corporal é uma moda na sociedade atual que transforma o corpo físico transfixando-o com o intuito de colocar fragmentos de metal.

Historicamente ele tinha um sentido parecido com o da tatuagem, tornando-o fashion.


É um acessório o qual já está inserido no universo por milhões e milhões de pessoas, já não causa mais tanta estranheza como causava antigamente, pois as pessoas das gerações passadas descriminalizaram tal prática, a tradição e a religião são fatores importantes para que houvesse essa descriminalização, as mulheres mal podiam usar anéis, poderiam usar somente o que os maridos permitiam.

O papel da mulher naquela época era ser encarregada por trabalhos domésticos, função de esposa e mãe, sendo confinadas dentro do lar por muitos anos.

Alguns fatores culturais daquela época impediam que elas abrissem mão do serviço doméstico para trabalhar fora de casa e ter direito de escolhas caso os maridos da época não permitissem.

Com o passar dos anos, as mulheres já conseguiram ir para as escolas, conseguiram trabalhar fora e com isso se tornaram independentes, trazendo consigo a escolha de comprar e fazer o que quiserem no seu corpo também.

origem do piercing
origem do piercing

Alguns piercings mais usados:

Nos tempos de hoje se usa bastante ainda, porém não com seu sentido original de se relacionar com as divindades, mas por ser uma parte do corpo sensual, que chama atenção, ficando bem atraente.

Há tempos, os pais das crianças recém-nascidas, escolhiam e escolhiam até hoje perfurar essa parte da orelha para distinguir menino de menina.

Porém atualmente, depois de crescidos, os meninos optam também em utilizar essa prática por ser atraente.

É uma tendência na moda, é o acessório do momento, pois realça a beleza da mulher.

Porém como o próprio significado da palavra piercing ear hook diz, sendo ele uma perfuração em uma parte do corpo, requer cuidados para que a saúde não seja prejudicada tendo hábitos e cuidados necessários como: na hora do banho, você vai jogar água quente no seu piercing e vai mexer a joia para higienizar.

É importante limpar toda a região do piercing ear hook com sabonete antibacteriano, mexer novamente a joia para que o sabonete penetre em toda região. Para secar toda a parte molhada, poderá ser usado algodão ou um tecido limpo e macio.

A parte da cicatrização é algo importante a se atentar, além do passo acima citado, o antisséptico é um componente com muita valia.

O cuidado importante também que é necessário ter, é na hora de dormir! Não fazer pressão no local é importante, pois além da dor, quando pressionamos o local, a demora na cicatrização fica grande também.

Evitar tocar no local perfurado, mexer no piercing somente para ter esses cuidados e com a mão limpa!

Caso faça isso com a mão suja, o risco de infecção é grande. O perigo para a saúde é o prejuízo na cartilagem e em processos auditivos da pessoa.

O mercado de trabalho hoje em dia está melhorando cada vez mais no âmbito de descriminalização, a aceitação de diversos fatores na sociedade vem sendo grande inclusive na aceitação de estilos! As empresas acompanham a sociedade como um todo.


O público que mais adere a esses estilos é o público da faixa dos 30, 20 anos de idade e os menores de idades.

Importante os pais estarem sempre acompanhando os menores de idades, terem certos cuidados, pois com uma autorização de alguém maior de idade, o menor pode fazer o piercing.


O profissional que faz o piercing precisa ter o conhecimento da lei 9828/97 que diz que a aplicação de adornos é proibido em menores de 18 anos, a punição pode ser desde prestação de serviços à comunidade, prestação de cestas básicas, até ao caso de fechamento ao estabelecimento, e quem responde é sempre o proprietário do estúdio, mesmo não sendo ele quem fez a aplicação, mas sendo feito dentro do seu estúdio.

A lei pega um trecho do estatuto da criança e do adolescente que entende como esse procedimento de uma lesão corporal em um menor de idade, então você fazer um piercing é a mesma coisa de você violentar um menor de idade, por isso é considerado tão grave.

Porem o lóbulo da orelha não é considerado piercing, tanto que para colocar brincos na orelha não é necessário autorização de pais ou responsáveis, ou alguma pessoa maior de idade.

piercing ear hook
piercing ear hook

Como utilizar o piercing ear hook falso?

Existem vários modelos de piercings falsos, ou os famosos piercings de pressão.

Para utilizá-los, precisamos adequá-los à parte do corpo que desejamos colocá-los, fazendo assim certa modificação no acessório, de modo a abrir para alargar a peça ou fechar um pouco mais para ajustá-lo, porém não é recomendado fazer isso por muitas vezes, pois isso faz com que a peça quebre.


O piercing ear hook, por sua vez não é diferente a ser utilizado e deixar acomodado no lóbulo da orelha. Se achar que ficou muito largo ou não muito bem acomodado, pois isso dependerá do modelo, você tem que dar uma apertadinha e não pode mexer mais, sempre colocando de fora para dentro e retirando de dentro para fora.

Em qualquer modelo sempre será esse movimento, pois todos estes modelos têm o mesmo propósito de realçar a beleza da mulher cada vez mais e com seu estilo próprio.

É preciso sempre que for escolher o piercing, observar o tamanho da orelha e do piercing. Por exemplo, se o tamanho da orelha for grande e o piercing da orelha também for grande, é necessário fazer a adequação do piercing, agora se o tamanho da orelha for pequeno e o piercing grande, na hora que colocar o piercing ear hook na orelha, ele ficará “sambando”, ou seja, fica se movimentando a todo momento, e isso faz com que deixe a pessoa que está usando o acessório incomodada e esse não é o intuito! Essa é a forma que não machuca a orelha ao colocar o piercing ear hook.

O que faz as pessoas optarem por esses piercings falsos, uma das escolhas é não passar a dor da perfuração.

piercing ear hook
piercing ear hook

A dor do Piercing Ear Hook

A dor é uma das modalidades sensoriais compreendidas como qualquer área humana.

O conceito de dor estará sempre compreendido no conceito de época.

Os antigos egípcios consideravam que a dor era um espírito, que habitava o coração e que se desenvolveram os quatro humores já perto da idade média, que haveria um desequilíbrio entre dois desses quatro humores.

De outro modo, lá na idade média, não é surpreendente que a dor tenha sido identificada como uma forma de crescimento espiritual, então a dor passou a ser do ponto de vista daquele povo desejável, afinal de contas a dor ia fazer com que houvesse aproximação de Deus, pois o sofrimento era necessário.

Mais adiante a ideologia da época, se identificou também que a dor tem uma dimensão emocional, está envolvida com nossos conflitos internos a partir dos estudos de Freud e mais modernamente cognitivo e comportamental se identificou entre essa interação emocional e o processamento de sintomas dolorosos.

Então a dor não é um sintoma! Compreende-se então que a dor não é um modelo de sentimento, a dor é a identidade do indivíduo, a percepção do estímulo de perfuração de qualquer parte do corpo é uma resposta do cérebro.

Sendo isso biográfico, a percepção de cada pessoa varia de acordo com cada organismo, há pessoas que sentiram mais dor em determinada parte do corpo e há indivíduo que está sujeito a pouca percepção de dor em determinada parte do corpo.

Porém a maioria da população é muito adepta a fácil sensação de dor, pois é um fenômeno muito complexo que tem a ver com cada indivíduo e a dor de cada um não pode ser comparada em indivíduos diferentes ou o mesmo indivíduo em diferentes momentos morfológicos.


Portanto, a resposta do porquê usar piercing ear hook falso é não passar por todo esse processo de dor, incômodo, a insegurança em ficar em dúvida ou não se terá prejuízo na saúde, se machucando a parte do lóbulo da orelha irá haver uma recuperação onde o acessório irá ficar atraente.


Como o público alvo normalmente é adolescentes, o não precisar fazer uma autorização para inserir a perfuração de um piercing é uma tendência do momento também, pois a facilidade em ir comprar um piercing desses é fácil e a probabilidade de machucar determinada parte do corpo é  mínima, isso faz com que a procura de pessoas menores de idade por tal acessório é grande.

Os modelos são pela procura dos acessórios que não dão alergia, o níquel é uma substância que faz parte do acessório, causador principal de alergia.

Sendo assim é importante averiguar se a pessoa tem ou não alergia para que possa estar usando a peça.

Tudo ao nosso redor seja fisicamente, materialmente, ambientalmente é usado quando há sucesso e predominância.

Quanto mais se vê as pessoas usando o piercing ear hook, mais as pessoas que não o usam vão querer usar, pois, tudo ao redor engloba harmonia do que é bonito.

A tendência é um ciclo, a impressão de que tudo é igual é uma fase.

Isso é reflexo dos estilos também, as mulheres hoje em dia estão cada vez mais confiantes, independente da moda que eclode, o estilo pessoal é muito forte, todo movimento que uma parte social faz surge do estilo pessoal também.

As tendências nascem nos comportamentos das pessoas, os observadores de tendências sabem ler e interpretar fatos que conseguem diagnosticar o que vai acontecer no futuro.

Em linhas gerais analisam questões sociais, inovações tecnológicas, condições climáticas, condições políticas, sociais e artes, são responsáveis por detectar as macro tendências.


O que são macro tendências? São aquelas que duram por anos, então eles fazem uma pesquisa de acordo com todas essas questões políticas, sociais, climáticas, tecnológicas, eles conseguem diagnosticar quais produções ficarão por 4, 5 anos e irão trazer para o consumidor essa visão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.