A cravação é a técnica utilizada com o objetivo de fixar as gemas das pedras preciosas no material do anel. Desse modo, existem várias formas e tipos de cravação contendo características específicas.

Essa técnica é de extrema importância para a finalização do produto e venda dele, uma vez que é um dos principais meios de reconhecer a qualidade da joia ou semijoia com a pedra cravada.

Por isso, é essencial que o consumidor compreenda a diferença entre os tipos de cravação existentes, descobrindo qual sua preferência e como deseja escolher e adquirir o acessório cravejado.

Venha com a Hésttia para conhecer e entender todos os tipos de cravação existentes!

O que é a cravação de pedras e porque existem tipos de cravação?

A cravação de pedras, como previamente estabelecido, é uma técnica utilizada pelas lojas de joias e semijoias para conseguir fixar as pedras nos acessórios.

Por meio disso, elas são indispensáveis para conseguir finalizar com chave de ouro o processo de produção das joias.

Sendo assim, o cuidado com a qualidade ao realizar o procedimento da cravação é fundamental para atingir os objetivos finais, buscando sempre aumentar ainda mais a valorização da peça.

Isso porque essa cravação está sempre relacionada de forma direta com o tipo de lapidação da pedra e o tipo de peça que precisa ser alcançado, podendo se diferenciar de acordo com o design da joia.

Por isso, devido à grande quantidade de lapidação e estilos de gemas que podem ser posicionadas, é fato que surgiu a necessidade da existência de diferentes tipos de cravação para suprir a demanda.

Quais os tipos de cravação existentes?

Como já citado, pela existência de vários tipos de gemas e técnicas de lapidação diferentes, foi preciso que os donos de joalheria e profissionais que trabalham com joias se adaptassem a essa condição.

A partir disso, a criação de variadas estratégias e técnicas de cravação foi essencial para a produção das joias e semijoias presentes nas lojas.

Cada acessório tem uma finalidade a ser atingida, seja ela para propor um pedido de noivado, aliança de casamento, anel solitário, presente de debutante, anel decorativo, entre tantos outros.

Os tipos de cravação se referem ao metal em que as pedras preciosas são posicionadas, variando do estilo e do objetivo de cada uma.

Sendo assim, os tipos de cravação que existem podem ser listados de forma principal como: cravação com garras, cravação inglesa, cravação pavê, cravação grão, cravação trilho ou carrê, cravação bigodinho, cravação em barra, cravação por tensão e cravação de virola.

Desse modo, a fim de promover a democratização da informação acerca do assunto e aumentar o conhecimento sobre os tipos de cravação, será feita uma análise de cada uma dessas especificações citadas.

Tópicos informativos sobre a cravação são essenciais para conseguir informar a sociedade e possíveis clientes sobre as diferenças entre os tipos dessa técnica, esclarecendo quais podem ser as melhores para sanar as necessidades e os objetivos que o consumidor procura.

Tipos de cravação: Cravação com garras

Esse tipo de cravação tem esse nome devido ao formato de garras que o metal do anel assume para segurar a gema da pedra preciosa.

Além da circunferência principal do anel, são produzidas as garras que ficam posicionadas para cima, encaixando e segurando a pedra.

As garras não seguem um único estilo específico, podendo variar de acordo com o formato, tamanho e tipo de lapidação da gema que será posicionada no acessório em questão.

Assim, conseguem se adaptar muito bem com os diversos tipos de pedras preciosas, adquirindo características de versatilidade.

Essa técnica de cravação é muito utilizada quando a gema a ser posicionada precisa de bastante entrada de luz, uma vez que não há a necessidade de usar tanto metal para conseguir fixar a gema no anel.

Para realizar esse tipo de cravação, é muito essencial ressaltar a importância de planejar de forma cuidadosa o número de garras, o estilo adotado e como posicionar a gema nessa estrutura.

Todos esses cuidados refletem de maneira direta no visual final da peça, uma vez que qualquer descuido, mínimo que seja, pode ter efeitos negativos na forma em que a luz passa pela pedra e faz com que a estética se altere.

Outro fator fundamental para prevenir consequências na utilização do anel é a atenção com o acabamento.

Ao finalizar as garras dessa cravação, é sempre importante verificar se elas estão realmente presas e coladas com a gema, com a finalidade de evitar que elas prendam nas roupas, cabelo, bolsas, entre outros.

tipos de cravacao
tipos de cravacao

Cravação Inglesa

A cravação inglesa é considerada um dos tipos de cravação mais seguros que existem, por causa da forma como a gema é posicionada e fixada no metal.

Com essa técnica de cravação, a gema é envolvida por inteiro pela estrutura de metal do acessório, sendo encaixada e, posteriormente, polida.

O acabamento também é uma parte fundamental para o processo de finalização da peça, podendo ser feito de maneira reta, arredondada, com detalhes específicos ao redor da peça, entre outros.

A porção de metal que será dobrada em cima da gema para fixar ela pode variar de acordo com o design do produto final. Além disso, leva – se em consideração, também, o tamanho da pedra.

Esse tipo de cravação pode ser utilizada com muitos recursos que alteram a estética e apresentação da peça, podendo ser aplicada em diversos estilos de lapidação.

Por tudo isso, é inegável que a cravação inglesa é uma técnica de fixação da gema no metal mais segura que as demais, uma vez que pode envolver quase todos os tipos de lapidação existentes.

inglesa
inglesa

Tipos de cravação: Cravação Pavê

A cravação pavê é um dos tipos de cravação de origem histórica. A palavra “pavê” vem do francês e faz referência com a forma de pavimentar as ruas na época antiga, com vários paralelepípedos.

Desse modo, o estilo de cravação em questão tem justamente esse objetivo: cobrir a maior parte dos anéis, brincos e quaisquer outros acessórios que deseja a partir do uso dessa técnica.

A pavimentação em questão, porém, não é feita em um padrão aleatório. Ela segue um padrão específico a partir do estudo realizado de forma prévia da área a ser pavimentada, a fim de aproximar ao máximo as gemas e posicioná-las de maneira que fiquem sofisticadas esteticamente falando.

Essa pavimentação pode ser realizada de várias formas, dependendo do tipo da gema, formato, lapidação e tamanho dela, influenciando na posição em que as pedras irão ficar.

No processo da cravação, é feito vários furos na peça de metal em que as pedras serão inseridas. Depois de posicionar as gemas, gira – se e fixa as mesmas no acessório em produção.

Esse procedimento exige muita experiência e habilidade do profissional cravador, sendo, muitas vezes, realizada por meio do auxílio de aparelhos a exemplo do microscópio.

Sendo assim, é fato que a cravação pavê é um dos tipos de cravação com as características mais sofisticadas, necessitando de muita atenção e cuidado na produção de acessórios por meio dessa técnica.

tipos de cravação
tipos de cravação

Cravação grão

A cravação grão pode ser considerada como um tipo de cravação variável da técnica utilizada na cravação pavê.

A grande diferença entre esses dois estilos de cravação é que a do tipo grão, cada gema tem um encrave individual.

Ou seja, as pedras são posicionadas uma a uma, diferentemente da pavê. Além disso, essa cravação faz com que as pedras não tenham muito acesso à luz do ambiente, o que infere de forma direta na reflexão da luz e do brilho.

tipos de cravação
tipos de cravação

Cravação trilho

A cravação trilho é aquela em que há uma abertura na estrutura de metal e as pedras são encaixadas de forma que lembre um trilho de trem ou metrô.

É muito utilizado as gemas quadradas e retangulares para o encaixe, por mais que as gemas redondas também possam ser usadas.

Assim, é fundamental destacar o quão importante é manter a constância entre o tamanho das gemas, uma vez que elas serão posicionadas entre toda a estrutura do acessório e precisam seguir um mesmo padrão.

Caso alguma das pedras seja maior ou menor que o restante, pode causar consequências a exemplo da deformação do objeto ou o desprendimento da gema, o que ocasiona efeitos negativos para o objetivo final.

A execução da cravação das pedras é extremamente meticulosa e necessita de todo o cuidado, pois essa técnica requer que o cravador execute a inserção das gemas uma por uma.

Os trilhos podem ainda ser no formato horizontal, vertical ou descrever linhas sinuosas, dependendo do design e do efeito que o cravador deseja atingir no final da produção.

Por tudo isso, infere – se que a cravação trilho é um mais um dos tipos de cravação que precisa da máxima concentração e cuidado possíveis, buscando sempre ser realizada por profissionais experientes e habilidosos para evitar situações em que a estética seja prejudicada.

Cravação bigodinho

A cravação bigodinho pode ser considerada como uma variação da cravação com garras, uma vez que a pedra é fixada na estrutura de metal com o auxílio de pequenas lascas.

Ao posicionar a gema no interior do objeto que será transformado em um acessório (brincos, anéis, colares, entre outros) o cravador corta pequenas lascas de metal, apelidadas de forma popular como “bigodinhos”.

Esses bigodinhos são sobrepostos na gema, de forma que ela se apresenta fixada e coberta por pequenas hastes de metal.

O material utilizado para essa técnica é o chamado buril, sendo manuseado por um profissional especializado e habilitado para realizar esse tipo de profissão (cravador), visando sempre construir a maior qualidade dos acessórios.

Cravação em barra

Esse tipo de cravação é considerado uma variação da cravação em trilho, já que o posicionamento e a fixação das pedras são realizada a partir de barras metálicas.

Como o próprio nome desse tipo de cravação sugere, as gemas são aplicadas entre duas barras de metal, sendo seguradas a partir dessa fixação.

Os mais variados tipos de pedras podem ser posicionadas e colocadas nessa cravação, inclusive diamantes com cortes esmeraldas, ovais, princesas, baguetes, entre tantos outros.

Dessa forma, essas gemas ficam separadas pelas barras metálicas presentes na estrutura do acessório, alinhadas de forma regular por um profissional especialista no assunto e na produção de acessórios por cravação.

Cravação por tensão

A cravação por tensão é uma técnica utilizada com o objetivo de verificar a tensão exercida pelas pontas do metal que seguram a pedra.

A gema nesse caso fica entre duas pontas de metal, mantidas de forma segura por meio de, no mínimo, dois pontos de contato.

Uma das técnicas mais utilizadas para a realização desse tipo de cravação é a forja a frio. Essa técnica consegue alterar as propriedades do metal para deixá-lo mais duro, impedindo que a gema se solte de qualquer forma.

Além disso, a forja a frio é que dá o formato do acessório de metal, podendo variar de acordo com os objetivos finais a serem atingidos.

Essa cravação possui uma grande vantagem na qualidade do brilho, uma vez que não tem metais diretamente envolvendo a pedra, fazendo com que ela reflita melhor a luz do ambiente e, por consequência, brilhe mais.

O tamanho da gema a ser escolhida para ser encaixada nesse tipo de cravação é de extrema relevância para o resultado, uma vez que, ao colocar uma gema maior ou menor que o esperado, pode ocasionar na quebra do material ou no desmembramento da estrutura.

Cravação de virola

Na cravação de virola, a gema é rodeada (de forma total ou parcial) por uma espécie de moldura, ou seja, é envolta pela estrutura que forma o acessório.

Esse tipo de cravação pode ser considerado como uma variação da cravação trilho, já que as gemas são posicionadas entre as estruturas de metal.

Sendo assim, é muito recomendada quando a pedra central não possui um tamanho muito avantajado, dando a sensação de aumentar o tamanho da mesma ao inseri–la na estrutura.

O que podemos concluir diante disso?

Diante do exposto, é inegável que a cravação de pedras é composta por diversas técnicas e tipos diferentes, podendo variar de acordo com o objetivo final a ser atingido pelo designer da joia ou semijoia.

Sendo assim, é muito importante entender as diferenças entre os tipos de cravação, a fim de conhecer sobre o assunto e conseguir decidir com mais clareza e objetividade o melhor estilo para comprar o acessório desejado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.